Busca      Seleção de Idioma 
     


Megamissões de Semana Santa 2016 no Brasil
BRASIL | NOTÍCIAS
Durante os dias da Semana Santa, em abril de 2016, mais de 1200 participantes da Juventude e Família Missionária fizeram missões no Brasil.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12


No ano em que o Regnum Christi celebra seu ano jubilar de 75 anos de fundação e, juntamente com toda a Igreja, vive o Jubileu Extraordinário da Misericórdia, por meio da Juventude e Família Missionária, mais de 1200 missionários, em diversas cidades do Brasil, seguiram a cumprir o pedido de Cristo de ir e evangelizar em todos os povos. Uma vez que a Igreja vive o ano santo da misericórdia, a mensagem principal levada às casas tratava do olhar que Deus tem para seu povo: um olhar de Pai que acolhe e perdoa tudo para aqueles que desejam sua misericórdia. Além disso, também foi tocado o tema do já próximo jubileu de 300 anos de Aparecida.



ARUJÁ | As comunidades de noviços e postulantes fizeram missões na cidade de Jacareí, no interior do estado de São Paulo, na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe. Foi um momento de grande crescimento espiritual em meio a um povo muito acolhedor. O enfoque principal foi o convite aos membros da paróquia a participarem das celebrações da Semana Santa e reforçar a necessidade do encontro com a misericórdia de Deus, sobretudo neste Ano Jubilar da Misericórdia. Participaram da adoração ao Santíssimo Sacramento realizada pelo grupo de jovens da paróquia e da procissão do Domingo de Ramos pelas ruas da cidade e concluíram as missões no domingo pela tarde, voltando ao noviciado, onde passaram a Semana Santa.



BRASÍLIA | A missionária Thyessa Alves compartilhou a experiência das moças da Juventude Missionária: "Éramos 135 missionárias divididas em 4 comunidades (além dos 60 rapazes), sendo que a cidade não tem a presença de padres. As famílias compartilhavam conosco que, quando podiam, recebiam a comunhão uma vez ao mês e estávamos lá, em missão. Éramos moças abertas a levar àquelas comunidades um pouco da nossa Igreja, uma Igreja viva e que vai ao encontro do outro! Missões não são apenas um marco na nossa história do Regnum Christi, mas também uma prova de que Cristo vive! Viver para levar o céu a essas pessoas, que não têm a bonança de espiritualidade, vale mais que tudo!" Somados aos esforços dos jovens, em Brasília, estavam 110 adolescentes da Cor Missionária e 42 do Fogo Missionário, além de 151 integrantes da Família Missionária e 52 participantes em missões humanitárias.



CAMPINAS, JUNDIAÍ, SÃO JOSÉ DOS CAMPOS E SÃO PAULO | Todos os missionários do Estado de São Paulo se reuniram para juntos fazerem as Megamissões em Taubaté. Ao longo dos dias do tríduo sacro, foram 127 missionários que visitaram casas de um projeto de habitação popular. Eles ofereciam às pessoas visitadas a disponibilidade dos sacerdotes que acompanhavam o grupo. Assim, muitos puderam se aproximar dos sacramentos e da direção espiritual. O grupo era formado por 9 missionárias da Cor Missionária, 6 do Fogo Missionário, 50 moças e 31 rapazes da Juventude Missionária e 31 membros da Família Missionária.



CAXIAS DO SUL E PORTO ALEGRE | Os participantes da Família Missionária de todo o Rio Grande do Sul reuniram-se em São Lourenço do Sul. Eram 64 missionários com o objetivo de visitar comunidades carentes ou mais afastadas da Igreja, buscar conhecer sua realidade e necessidades e aproximar essas pessoas da Igreja. Durante as missões, houve um ciclone extratropical que alagou várias partes da cidade e os missionários seguiram a visitação com capas de chuva. Para Jerusa Slomp "foram as missões da misericórdia; visitamos doentes, fomos acolhidos como peregrinos. Até as crianças missionarias saiam para missionar com o propósito de praticar uma obra de misericórdia: "ensinar os que não sabem". E ensinavam as crianças do local a fazer o sinal da cruz. Na Sexta da Paixão, houve procissão luminosa, mesmo com chuva, com 2 km de caminhada. Para minha família, é impensável o Tríduo Pascal sem Missões e este ano foi muito mais especial por ser o Ano Santo da Misericórdia. Nas visitas, quem nos recebia era Jesus: era Ele doente, chagado, cansado pelo sofrimento, prisioneiro pela enchente, deficiente, entristecido, sem esperança. "Foi a Mim que o fizestes". Agradeço a Deus por poder tocar as chagas de Jesus e enxugar seu rosto Santo, nas chagas e no rosto de cada irmão que visitamos." A Juventude Missionária esteve na cidade de Araricá, diocese de Novo Hamburgo. As moças atenderam as casas pertencentes à matriz, contando com 29 missionárias de Porto Alegre e uma da comunidade. Talita Menger, de 19 anos de idade, fez sua primeira missão e deixou seu testemunho: "importante expor que nasci em família evangélica e que evitava exprimir tal informação, mas, hoje, depois de minha conversão mariana (há mais de 2 anos), entendo a deferência em meu testemunho. Primeira vez em que participei das missões e também em que vivo a Paixão de Cristo intensa e extraordinariamente: andar com Cristo, entender parte de sua dor nas meditações e formação do Padre Ignácio Daruich, L.C., vivenciar a entrega de Maria Santíssima à Igreja e missionar. Transmitir o amor de Cristo às almas sedentas e ao mesmo tempo vê-Lo reluzir nelas nos faz perceber o amor do Pai na entrega de cada um de nós da Juventude Missionária". Os rapazes atenderam as casas pertencentes à Capela São Pedro, contando com 20 missionários de Porto Alegre e região e mais dois missionários membros da comunidade atendida. "As missões foram o verdadeiro encontro com o Cristo Ressuscitado. Este Salvador que deu sua própria vida para nós na Cruz. É inexplicável levar este amor à todas aqueles que mais precisam. Ser sinal da graça misericordiosa de Deus é infinitamente superior as nossas misérias. Se com Cristo morremos, com Ele vencemos!" Afirmou Anderson Stefanski, 23 anos de idade, missionário desde Finados de 2008.



CURITIBA | "Nosso coração está cheio de alegria e marcado por profunda gratidão pelas Megamissões que aconteceram desde o Domingo de Ramos e por toda Semana Santa", na cidade de Palmeira, interior do Paraná, afirmou Leonardo Mestre, diretor da Juventude Missionária em Curitiba. "Foram quatro as comunidades com que celebramos estes dias santos", afirmou ele. Cada qual marcada por suas particularidades e todas recheadas por pessoas incríveis, de muita fé e um coração que transborda. Na Colônia Francesa, foram 76 missionários, integrantes da Família Missionária que, durante dois dias, prepararam os dias que marcavam o início da Semana Santa. No Campestre, um grupo de 29 missionárias viveram o Tríduo Sacro junto à comunidade. Foram 4 dias em que visitaram todas as casas e rezaram com os moradores. Houve até missões em cima do trator e do cavalo. Já o Pinheiral de Baixo e o Pinheiral dos Malucelli receberam juntos 33 missionários para celebrar a Semana Santa; eles visitaram mais de 160 casas com ajuda dos próprios moradores e não faltaram lágrimas na despedida. A Vila Rosa recebeu 21 missionários, também parte da Família Missionária; junto à comunidade, eles vivenciaram as celebrações da Semana Santa e visitaram as casas da comunidade para rezar junto com os moradores. Com a graça de Deus e auxílio de Nossa Senhora, a Primeira Missionária, foram mais de150 missionários leigos, 3 sacerdotes missionários, 5 consagradas e 16 seminaristas. Mais de 500 pessoas puderam vivenciar pela primeira vez a Semana Santa em suas comunidades e mais de 300 casas receberam a visita dos missionários. Sacramentos como a confissão e unção dos enfermos foram ministrados durante todos os dias. Resta apenas agradecer a cidade Palmeira por nos haver recebido, ao pároco Padre Osni dos Anjos por abrir as portas para a Juventude e Família Missionária, as comunidades por tanto amor e carinho dedicado aos missionários e por fim, mas não menos importante, agradecer a cada missionário que deu o seu SIM! Hoje? Hoje nosso coração é apenas gratidão.



GOÂNIA | Uma turma de missionárias de Goiânia fizeram suas missões na cidade de Anápolis/GO, na paróquia Nossa Senhora do Carmo. A pedido do pároco, Jacob do Nascimento, a prioridade foi a visita as casas. Eram 31 missionárias da Juventude Missionária. Segundo Mireya Melo, "as missões foram os três melhores dias que eu já vivenciei na presença de Cristo, pois a cada segundo você quer buscá-Lo mais e mais. Histórias que você escuta e não esquece jamais, pois marca sua vida de uma forma indiscutível! Você entende que Jesus lhe ama e passa a amá-lo cada segundo mais e mais!"



JOINVILLE | Os missionários de Joinville fizeram as Megamissões em sua própria cidade. Ao todo eram 10 integrantes do Fogo Missionário, 9 da Cor Missionária, 29 moças e 12 rapazes pela Juventude Missionária e mais 24 pessoas pela Família Missionária. As missões aconteceram na comunidade Nossa Senhora da Paz. Os missionários, junto com o padre José Luís Horta, L.C., ficaram encarregados das celebrações do tríduo sacro. Também foi realizada uma atividade com as crianças da comunidade no sábado à tarde. Muitas crianças foram para brincar, divertir-se e ouvir falar de Jesus e sua ressurreição. Foi um momento de muita renovação. Renovação do amor por Jesus, ao viver sua paixão, morte e ressurreição, e relembrar o quanto Ele nos ama. Também renovação da alegria de ser Regnum Christi, por poder sentir-se unido a todos os membros, do mundo inteiro, buscando levar o amor de Jesus ressuscitado aos demais. Ao final das missões em Joinville, houve a adesão de três jovens e uma moça ao Movimento.



RECIFE | Em Pernambuco, Juventude e Família Missionária foram até a cidade de Chã de Alegria, a aproximadamente 60 km do Recife. O atual pároco, Padre Sérgio Santana, recebeu em 2010 os missionários em outra cidade e quis repetir a experiência missionária em Chã. Acompanhados também pelo Padre Cleomar Ferronato, L.C. que veio a Recife para acompanhar as atividades missionárias, 34 moças, 24 rapazes, 9 casais e 5 crianças visitaram as casas ao longo do tríduo pascal, levando a Boa Nova da salvação. Dois médicos ainda fizeram atendimento de aproximadamente 80 pessoas durante a sexta e o sábado. Thays Ângelos, missionária pela primeira vez este ano, conta que “antes de passar esses quatro dias em Chã de Alegria, de fato não tinha ideia de como era vivenciar a Semana Santa, levar um pouco do amor de Cristo, evangelizando porta a porta aos nossos irmãos”. E complementa “volto para casa com a certeza que é isso que Deus quer para mim, que não posso parar por aqui e que não faz mais sentido viver essa semana longe das missões”.



RIO DE JANEIRO | No Estado do Rio de Janeiro, reuniram-se 63 moças, 52 rapazes, 50 adultos e 31 crianças para missionar na cidade de Vassouras. O jovem Pedro de Alcantara Pinto comentou que "a Semana Santa desse ano foi algo um pouco diferente dos outros anos", pois chegou ao local de missões no domingo anterior, Domingo de Ramos, para já ficar todo esse tempo com a comunidade. Com isso ele pode ver a motivação e preocupação das pessoas para receber os missionários. Acrescentou que "foi algo incrível, pois me motivava muito; tudo de novo que me passavam, eu mandava direto para os missionários. Nosso trabalho foi excelente, pois eu vi a satisfação dos missionários no final da semana e a alegria da comunidade no domingo de manhã, quando íamos embora. Naquele momento, senti um: ´ano que vem vocês voltam?´. E, para finalizar, o que me marcou nessa missão foi um menino de 10 anos de idade que sempre nos acompanhava; ele amou a nossa presença e enviou-me uma mensagem de áudio em que rezava um Pai-Nosso e uma Ave-Maria. É esse tipo de coisa que me motiva!"



Agradecimentos especiais, pelo envio de informações para elaboração desta matéria, a Aline Paggy, Amandda Christina Souza, Ana Clara Martins, Bruna Caroline Pedro, Carlos da Rocha, L.C., Danielle Martins, Felipe Aquino, Lara Chiappetta Lagioia, Leonardo Mestre, Marco Antonio Kresko Xavier e Thyessa Alves.
_____________________________________________




DATA DE PUBLICAÇÃO: 2016-04-07


 
 


 



Sigam-nos em:   
Patrocinada pela congregação dos Legionarios de Cristo e pelo movimento Regnum Christi , Copyright 2011, Legión de Cristo. Todos os direitos reservados.

Deseja adicionar Megamissões de Semana Santa 2016 no Brasil aos seus favoritos?
Sim   -    Não